Kikinha, nós te amamos!

Há poucas horas deste dia cheio de sol, partiu deste mundo a minha filha-pessoa-gato.
No dia 09/10/2009 eu e o marido fomos à Braga, a ABRA, buscar a Kika que era a menina mais tímida de todas. Não era uma gata normal, era aquela que se escondia debaixo de um cobertor e chamava-se Blanket por conta disso.
A minha carência e solidão levaram-nos à trazê-la para junto de nós e logo habituou-se e tornou-se parte da nossa família. Eu chamava-a de filha e ela atendia, era a minha gorda, Kinha e era sem dúvida a menina mais querida de todas. Não podia ter pedido à Deus um bichinho mais parecido comigo em termos de personalidade e temperamento, exigia quando era algo que realmente queria e obedecia quando era preciso.
Em pouco tempo a Kika revelou todos os seus problemas de saúde e nós nunca deixamos de lhe dar assistência, ela sabia disso.



Era uma menina-soninho por natureza e ontem passamos o dia juntos, ela adorava aninhar-se em cima do "pai" e adorava-o. Quando eu ralhava com ela, ela corria para cima dele e ele lhe protegia de mim. Foi sempre assim.
Hoje ela não deitará sobre ele e ele irá chorar. Hoje ela não virá para a frente do aquecedor e eu chorarei. Já não ouvirei o seu miado, já não tocarei no seu pêlo macio, nem poderei lhe acariciar a barriguinha, um dia quem sabe possamos nos encontrar e espero bem que continues a ser a "chatinha" de sempre para que em meio à tantas pessoas queridas, seja a tua "voz" que eu identifique entre todos aqueles que tanto amo.

Xau filha! Minha narizinho-rosinha! Nunca te esqueceremos!

Com carinho,

a mãe!

13 comentários:

Anabela Carpinteiro disse...

........Já te disse o que sentia.......Estou contigo querida, bjinhos

Sara Guiomar disse...

Olá,

Compreendo-te perfeitamente. Os nosso gatos fazem parte da nossa família, são os nosso mais que tudo...

Força!
beijinhos*

Professora Georgina Pinto disse...

É muito triste perder um amigo de estimação.Também tenho 4 gatos todos adotados e são maravilhosos! Nem quero pensar que um dia possa perder um! Mas deixo um conselho, adote outro gato(a),os animais precisam do nosso carinho e nos precisamos deles. Se eu não tivesse os meus animais a minha vida era muito diferente apesar de ter filho e marido.

Marta Veloso disse...

Olá amiga. O nosso apego aos nossos peludinhos é enorme porque eles têm um instinto comum e sentem-nos. Estamos contigo querida ♥ A tua gata pessoa foi muito amada♥

Ju Figueiredo Silva disse...

:( força minha querida ***

Mónica Pacheco disse...

Não consegui e chorei "contigo". Espero que fiques bem, ela estará de certo, sempre contigo. força
Beijinhos,
MónicaP
manchasdbatom.blogspot.pt

Mimos da Val Val disse...

Lamento imenso, sei o que sente pois também sou apaixonada por gatos e já se foram alguns...

Tenha força e... adote outro rapidamente para minimizar essa dor e vai dar um lar a um patudinho que precisa...

beijinhos

Carlota S. disse...

Já tinha expressado no facebook os meus sentimentos, mas fiquei com o coração apertado e os olhos húmidos ao ler este post. Um grande beijinho e força uma vez mais *

kina disse...

Os meus animais também são a minha família! Lamento muito e entendi. Há pouco tempo recolhi a minha Estrelinha,da estrada onde alguém terminou a sua vida. Chorei, louca`e exagerada à vista de quem acha que os bichos são coisas. Chorei como se tivesse perdido uma pessoa, e perdi pois são o que são, parte de mim, como poucas pessoas e como muitas não o são. No entanto, apesar da dor continuemos a amá-los e a resgatá-los! Não sejamos egoístas ao ponto de deixar de amar para não sofrer! Há tantos que precisam do nosso amor e no nosso coração há espaço para todos! Cumpra-se e luto, abra-se o coração mais uma vez. Não é substituir, é acolher mais uma vida, salvando-a dos monstros que os apedrejam, que os chutam, envenenam, ignora!

joana leite disse...

Eu sei o que é perder um animal de estimação, uma filha .
A ler o texto emocionei-me e digo te querida muita força.

Muitos beijinhos

uglyfashionexperience.blogspot.pt

Rute disse...

Sei o quanto doí, já se passaram quase 3 meses e todos os dias me lembro da minha menina, a maior parte das vezes com lágrimas à mistura, mas tento sempre lembrar-me dos bons momentos e sei que ela sabia que eu a amava mais do que a mim própria. Dizem que com o tempo a dor ficar menor, continuo à espera desse tempo...
Força minha querida! Não há muito que se possa dizer nestas alturas, a verdade é essa.
Bjs*

Andreia Pinto disse...

Não sei, nem imagino o tamanho da tua dor, porque nunca perdi um animal de estimação, mas sei o que è ter um animal de estimação e trata-lo por filho. Tenho duas cadelas que amo mais que tudo e assim que sei que lhes doi alguma coisa o meu coração dispara logo. Elas para mim sao mesmo tudo. são as minhas "chatas", as minhas pipoquinhas e os meus piu-piu.
Força doce Clênia. Qualquer coisa estou aqui. <3

Um grande, grande abraço e um beijinho, Andreia. ♡

http://pontofinalparagrafos.blogspot.pt

Vanessa Rocha disse...

OH meu Deus...nem acredito no que estou vendo....imagino o quanto vc e Bruno estão triste, a pessoas gato era uma parte de vcs...Que Deus abençoe seus corações. Abraços Vanessa E Beatriz

Design, coding and theme by Ana Garcês.
BE.YOU.TIFUL © 2008-2015