Stress




A falta de equilíbrio psicológico, físico, emocional entre outras vertentes que ocorrem no organismo do ser humano, tem como fundamento desse desequilíbrio algo chamado normalmente de stress. Mesmo tendo surgido há muito tempo, essa expressão não tem explicação clara e concisa nos dias atuais. Achamos normalmente que qualquer coisa que nos tire a harmonia, a paciência, a calma e o bem estar vem desse tal stress, que pode ser desencadeado por diversos fatores cotidianos, basta que falem um pouco mais alto conosco e estejamos sensíveis demais com outros motivos, basta que estejamos preocupados com algo e que ainda venham nos chatear ainda mais, basta que tenhamos acordado com dor de cabeça de uma noite mal dormida e venham perturbar-nos com coisas fúteis que eles mesmos podem resolver.
Mas, uma coisa é certa, qualquer que seja o motivo que desencadeia essa sensação de descontrole, temos sempre a impressão de que estamos sendo pressionados, sobrecarregados e que estamos cansados, por isso só queremos ficar sozinhos, em silêncio, na paz, que é para podermos recuperar a sensatez da calma e voltarmos a agir "corretamente" perante as situações que surgirem.
A expressão " à flor da pele" ou " pavio curto" diz muito daquilo que está prestes a acontecer conosco, é uma experiência de dentro para fora, tipo uma erupção de emoções, geralmente raiva, rancor, indignação. Quando algo assim nos acontece ficamos extremamente vulneráveis a "fuga ou ao ataque", tudo vai depender do momento. Por isso, na maioria das vezes o stress está intimamente ligado a compulsão alimentar, pois é muito mais fácil para alguém que encontra-se em estado de desequilíbrio buscar a solução comendo principalmente o açúcar, por este tipo de alimento despertar uma sensação momentânea de bem estar. O problema é procurarmos sempre por esse tipo de solução todas as vezes que tivermos algum problema, ou seja, vamos usar a alimentação como fuga e mesmo assim não vamos resolver nada, apenas vamos consolar a nossa mente com aquela sensação viciosa de bem estar que os alimentos geralmente causam no nosso organismo. Fugir de armadilhas como: sabotar a dieta, fumar o que quer que seja, arrancar os cabelos, tomar atitudes sem pensar apenas por impulso, são coisas que geralmente fazemos para remediar uma situação mas, que certamente acabamos por nos arrepender amargamente. Por exemplo: -Eu uma vez cortei o meu cabelo bem curtinho, mesmo na orelha e pintei de preto pois, estava passando por uma situação com a qual não sabia lidar e foi só entrar no carro para ir embora para casa que eu já havia me arrependido. Tudo em vão, nada daquilo que fiz resolveu o meu problema e ainda tive que esperar mais de 1 ano para o meu cabelo voltar a ficar grande novamente.
Sei que este tipo de situações não acontecem só comigo, devem acontecer diariamente com diversas pessoas, pois aprender a lidar com os seus próprios conflitos, sem descontar em ninguém ou recorrer a fugas de emergência além de nos ajudar a resolver rapidamente esses ditos problemas, não nos prejudica a saúde, acaba por nos libertar mais brevemente das situações de desequilíbrio na qual nos encontramos, porque só conseguimos atingir o perfeita harmonia, mente sã e corpo são, quando não permitimos que fatores externos interfiram no nosso bem estar interior.

Por isso pessoal, vamos parar de colocar a culpa em tudo que nos rodeia pois, só assim tomaremos as rédeas da nossa vida e daremos o rumo que escolhermos.

Créditos da foto: polyu.edu.hk

2 comentários:

Mel disse...

O stress meu Deus isso anda me consumindo, qualquer dia desses vou ter um infarto.. é tanta coisa que nos acontece, mas como vc disse amiga nao podemos culpar tudo e todos pelo nosso stress! Vamos tentar deixar essas merdas de lado e viver em paz e feliz, é o que mais precisamos nesse momento.. Muito sorriso no rosto e muita paz!!!

Piki disse...

Sim amiga sem dúvida! mas eu tb sofro desse mal...

Design, coding and theme by Ana Garcês.
BE.YOU.TIFUL © 2008-2015