O que emagrece mais: musculação ou exercícios aeróbicos?


Quando se fala em perder calorias, logo vêm à cabeça os exercícios aeróbicos. E isso não está errado. Mas existe uma diferença entre gasto calórico e emagrecimento. Uma aula de spinning, por exemplo, queima cerca de 700 calorias, enquanto uma série de 60 minutos de musculação detona umas 400. Até aí, nenhuma novidade.
A grande sacada é que, dependendo da intensidade e da maneira que as séries de exercícios são programadas, a musculação pode acelerar a eliminação das gorduras durante o dia todo, e assim emagrecer mais do que os aeróbicos. Parece confuso, mas é simples, garante o professor de Educação Física, Julio Marchetti, de São Paulo: “A musculação, como é realizada pela maioria das pessoas, não emagrece efetivamente.
Mas se o programa for feito corretamente, ele ajuda a perder gordura porque acelera o metabolismo”, diz. José Maria Santarém, médico fisiatra da USP, confirma a teoria e ainda esclarece o seguinte: uma pessoa que tem músculos mais desenvolvidos, queima mais calorias do que uma outra, que não tem a musculatura desenvolvida. “Cerca de 70% das calorias vão sendo eliminadas durante o dia, mesmo quando o corpo está em repouso. Ou seja: você faz musculação de manhã, por exemplo, e o efeito dura o dia todo, se o seu condicionamento físico for bom”, explica o médico. Os exercícios aeróbicos beneficiam a capacidade cardiovascular e queimam os carboidratos ingeridos durante a alimentação.
Por isso, depois de uma longa caminhada, é certo que você vai sentir muita fome, pois o combustível que moveu o corpo durante a atividade precisa ser reposto. E a regra é simples: se a quantidade de calorias for igual a que é gasta, a pessoa não perde peso. Se o que comeu for superior ao que queimou, pior ainda, pois aí o indivíduo vai engordar. Em atividades anaeróbicas, ou exercícios com pesos, a substância utilizada para dar energia é a gordura, que é eliminada. Por isso, depois de terminar uma série, a fome não é tão grande. “Há 10 ou 20 anos, acreditava-se que apenas os exercícios aeróbicos emagreciam. Hoje, está cientificamente comprovado que isso é um engano”, argumenta José Maria Santarém.
Quando a musculação emagrece mais
“Um bom programa de musculação emagrece mais do que outros exercícios”, diz Julio Marchetti. “Isso acontece porque a modalidade é a que melhor desenvolve a musculatura”. Uma pessoa que faz exercícios com peso queima mais gordura do que uma que não faça essa atividade. Isso ocorre porque os músculos dela são maiores e a queima acontece enquanto a pessoa dorme ou faz as atividades do cotidiano. “É importante lembrar que uma boa dieta deve ser seguida para perder peso”, finaliza o educador físico.
Queimando calorias até enquanto dorme
O metabolismo basal aumenta quando a capacidade física é maior. As calorias que ingerimos na alimentação são consumidas pelos músculos, portanto, se eles estiverem desenvolvidos, consomem mais. “Os músculos são responsáveis pelas variações do metabolismo, logo, quanto mais eles estiverem tonificados, mais rápido será o metabolismo e maior será o gasto calórico”, explica o professor. E é a prática constante de musculação que vai determinar se ela será mais eficiente do que os exercícios aeróbicos. “Bicicleta ou caminhada oferecem uma queima momentânea, apenas na hora em que estão sendo praticados. Já a musculação promove um aumento da eliminação de calorias pelo corpo durante o dia todo, esteja o indivíduo malhando ou não”, afirma Julio. “É exatamente isso que os remédios para emagrecer fazem: aceleram o metabolismo. Mas é melhor fazer isso de forma natural”, defende Santarém. Vale lembrar, então: no dia a dia, se você não for musculoso, condicionado ou tonificado, os aeróbicos queimam calorias mais rapidamente. Para que a musculação vá para o pódio é preciso malhar bastante, diariamente.

Matéria da Revista: Dieta Já
Créditos da foto: Blog Personal Way

4 comentários:

*Ronilda *Reis disse...

SAbe, Piki, já li muito sobre exercício físico e aeróbico, na tentativa de eliminar, não digo pneus, e sim uma verdadeira borracharia que insiste em me acompanhar! rsrsrs (exagerei um pouquinho!) Mas, teve um tempo que consegui enxugar bastante e até fui confundida com minha filha de 15 anos (babei) mesclando os dois tipos de exercícios. Comprei uma revista com uma série de exercícios de musculação e fiz caminhadas diárias. Deus certo! Fiz durante 1 ano e 8 meses e fiquei com o peso ideal. Saí do nº 44 para o 38. uhuuuuu belos tempos! rsrsrs hj uso nº 42, mas, para quem já tem 4.2 de idade tá bom! Informação nunca é demais, né?

bjimm lindinha!

*Ronilda *Reis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Piki disse...

Sim Rô! é verdade e o seu exemplo é muito bom, você mesma constatou que a união dos dois fizeram a força. Eu resolvi colocar esta matéria porque estou perdendo peso apenas com alimentação e reeducação alimentar mas, não faço musculaçao e percebi que se pegasse um pouco de peso que fosse já teria muito mais resultados. O seu exemplo é prova disso. Vou ver hoje uma série de exercícios para fazer em casa e quem sabe mais para frente volto para a academia. Neste momento não dá. Obrigada pelo seu comentário. bjs.

Piki disse...

Ops! equívoco! reeducação alimentar e caminhada. rsrsrs

Design, coding and theme by Ana Garcês.
BE.YOU.TIFUL © 2008-2015