Multiplicar o Amor



Parece que foi ontem que a nossa gata Kika morreu, mas hoje faz um ano e longe de mim fazer com este dia seja triste, mas confesso que já chorei de saudades dela.




No entanto, lembro daquele dia exatamente como o dia de hoje, sem a dor de outrora, mas com a beleza que este dia nos trouxe, a luz do sol durante mais tempo do que o normal, as flores da primavera a desabrochar, uma mistura de calor e frio do vento primaveril, e o anúncio de que dias melhores virão em forma de natureza propriamente dita.



Quando pensei na Kika, lembrei que como ela adorava estar lá fora e tinha passado todo o inverno dentro de casa, pensei que ela adoraria viver aquele dia ou este que passamos hoje. Mas, mesmo na sua ausência pensei nela como pensava sempre, com a sua felicidade em ir para o quintal cheirar a erva fresca e comer um pouco por causa das bolas de pêlo, e como ela adorava passar tempo ouvindo os pássaros ou mesmo adormecer deitada na erva, sendo simplesmente gato.



Hoje penso na sorte que tivemos e no privilégio que foi tê-la conosco, porque ela nos ensinou a cuidar de outro ser e a não ter medo disso. Por ela também, aceitamos a Mia e Sushi, e até aprendemos a não cometer os mesmos erros que cometemos com ela, estamos mais serenos e temos mais amor para dar, que multiplicou-se por sua causa e dividiu-se para nos fazer mais feliz.

Até um dia Kikinha e que venham mais primaveras com a Mia e a Sushi! Obrigada meu amor!

Com carinho,

Clênia Daniel.

2 comentários:

Timtim Tim disse...

Eu tenho uma Gata Mimi e não concebo a minha vida sem ela. Por isso entendo que sentem. Os gatos são animais fabulosos.

Clênia Daniel disse...

Owww Timtim tim! Eles são tão especiais não é? O apego que sinto pelos animais é muito semelhante ao que sinto pelas pessoas e dói sempre muito perder algo que nos é muito querido. Beijinhos a você e a Mimi! <3

Design, coding and theme by Ana Garcês.
BE.YOU.TIFUL © 2008-2015